01/03/2011

CÂMARA DE MARACANAÚ HOMENAGEIA QUATRO PERSONALIDADES COM A MEDALHA ALMIR DUTRA

A Câmara Municipal de Maracanaú realiza na próxima sexta-feira, 04/03, a entrega da Medalha Almir Freitas Dutra. A solenidade ocorrerá às 9h, no plenário Tancredo Neves. Criada há seis anos, a comenda é uma homenagem de reconhecimento a personalidades com trabalho social que contribuíram para o desenvolvimento do município.
O autor do projeto de criação da outorga, vereador Demir Peixoto (PDT), ressaltou a importância de homenagear aqueles que ajudaram no progresso do município. Para o vereador, a Medalha Almir Dutra simboliza a luta pela independência político-administrativa do município de Maracanaú, por esta razão leva o nome do primeiro prefeito da cidade.
Um dos homenageados este ano é o ex-governador do Ceará, coronel Adauto Bezerra, que assinou o decreto legislativo 04 de Julho de 1983, emancipando o município. A indicação foi do vereador Demir Peixoto, que considera a medalha um mérito mais que merecido, uma vez que Adauto Bezerra foi uma das figuras mais importantes no processo emancipatório do município.
O advogado José Guedes de Campos Barros, é outro homenageado com a medalha. Especialista em direito público, José Guedes foi presidente do Movimento Municipalista Brasileiro, durante a Constituinte de 1988, substituindo Orestes Quércia no comando da entidade e teve participação efetiva no movimento de emancipação de Maracanaú. Atualmente é professor universitário na Universidade Estadual do Ceará – UECE.
A Câmara vai homenagear também duas personalidades que fizeram parte da história do município (In memoriam), o ex-fiscal da Fazenda Valdery Nogueira da Silva, pioneiro no movimento de emancipação e no processo político do município e o comerciante Antônio Correia Viana, que adotou Maracanaú como sua terra natal. A família Viana recebe a homenagem, representando o ilustre comerciante.
Uma das primeiras famílias a se instalar em Maracanaú, quando ainda era Distrito de Maranguape, o patriarca da família foi um dos precursores da emancipação do município. Antonio Correia Viana chegou à Maracanaú em meados de 1936, quando veio com a família morar nas terras do Cágado, compradas pelo pai, Napoleão Viana, na Fazenda do Cágado. Serviu ao Exército, sendo contemporâneo de farda juntamente com o ex-governador Virgílio Távora
Comerciante, agricultor e fazendeiro casou-se na Igrejinha Santa Luzia, sendo uma espécie de juiz/delegado na região, resolvendo muitos problemas do povo naquela época. Uma de suas maiores contribuições foi a doação de parte das terras do Luzardo Viana para a comunidade. O nome, Luzardo Viana, foi uma homenagem ao irmão falecido anos antes.

FONTE:
ASSESSORIA DE IMPRENSA
CÂMARA MUNICIPAL DE MARACANAÚ
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Scroll To Top