21/08/2009

SERVIDORES PÚBLICOS EM ESTADO DE GREVE FAZEM MANIFESTAÇÃO PACÍFICA EM MARACANAÚ


Servidores e professores municipais de Maracanaú, com o apoio de uma ação conjunta do SISMA e do SUPREMA, estão em estado de greve e promoveram um dia de paralisação(quinta-feira, 20 de agosto) em frente ao Centro Administrativo do Município, localizado na Av. II do Conjunto Jereissati I, na luta pela conquista de seus direitos, defendendo a estabilidade para todos, manutenção do emprego, do anuênio e de todos os direitos dos 600 servidores ameaçados de demissão; A revogação imediata da lei que reduziu o salário dos trabalhadores com contrato temporário, para que todos recebam o vencimento base do município; A extensão dos auxílios transporte e alimentação a todos os servidores independente do cargo ou faixa salarial; O fim do Regime Próprio de Previdência Social que sacrifica os servidores, aumentando a alíquota de 8% para 11% dos que ganham os menores salários, possibilitando ainda a apropriação das contribuições pela prefeitura; O pagamento imediato do adicional de insalubridade aos agentes de endemias, retroativo a data de admissão; O cumprimento da legislação no tocante a saúde e a segurança dos trabalhadores, incluindo o fornecimento de EPI’s e EPC’s a todos os servidores; A escala móvel das horas trabalhada e redução da jornada de trabalho como forma de garantir emprego a todos;

O pagamento da Gratificação por Titulação Acadêmica a todos os servidores de nível superior; A redução dos plantões do hospital municipal de 13 para 11, para todos os profissionais, inclusive os de nível
médio, conforme escala previamente discutida com a direção daquela instituição, como forma de melhorar a qualidade no atendimento; O retorno imediato da forma de cálculo da hora extra com base na remuneração, conforme determina o estatuto dos servidores municipais; A implantação imediata do Plano de Cargos, carreiras e salários para todos os servidores municipais e reformulação do PCCS do Magistério; Pagamento imediato do FGTS a todos os servidores que fizerem jus a este direito;
Regulamentação e uniformização da produtividade para todos os fiscais; A defesa do método da ação direta das massas (piquetes, ocupações, manifestações, etc.) e a unidade dos trabalhadores para manter seus direitos e conquistar suas reivindicações.
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Scroll To Top