26/08/2009

SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARACANAÚ BUSCAM SEUS DIREITOS ATRAVÉS DO MINISTÉRIO PÚBLICO


A manutenção do estado de greve dos servidores públicos municipais de Maracanaú, e o um novo ato realizado na manhã desta terça-feira, dia 25 de Agosto, em frente ao Fórum de Cidade, levou os dois sindicatos (SISMA e SUPREMA) a protocolar no Ministério Público, através do promotor Jarlan Botelho, um pedido de audiência entre o governo municipal e os representantes da categoria sob a mediação daquele órgão, para que possa ser discutida a pauta de reivindicações dos servidores pendentes desde maio de 2009, bem como os direitos usurpados dos trabalhadores nos últimos 30 dias.

As entidades representativas dos servidores e professores também formalizaram um pedido para que o Ministério Público realize uma fiscalização nas contas municipais, para averiguar o real motivo que ocasionou esse corte abrupto na remuneração dos servidores e professores da rede pública de Maracanaú.
Em nota oficial divulgada na Imprensa de Fortaleza, o Governo Municipal esclarece que sempre esteve à disposição para negociar sobre qualquer reivindicação dos servidores de Maracanaú, bem como dos sindicatos que representam as categorias. A administração municipal reafirma que não há qualquer intenção de exonerar servidores. O Município, entretanto, espera a decisão final da Justiça sobre uma ação movida pelo Ministério Público do Trabalho, exigindo que sejam exonerados cerca de 600 servidores contratados sem concurso públicos e hoje estáveis de forma irregular. A permanência desses servidores contraria a Constituição Federal, destaca a nota da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Maracanaú.
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Scroll To Top