25/08/2009

Estudantes de medicina da UFC pedem melhorias na segurança


Os estudantes de medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) se reuniram para discutir a solução de um antigo problema no campus do Porangabussu, mas que veio à tona na última sexta-feira, quando um universitário foi baleado durante mais um assalto no local. De acordo com estatísticas dos estudantes, a frequência de assaltos é de três por semana. Os universitários querem providências imediatas da Reitoria.
O principal protesto é a falta de segurança, reivindicação antiga dos estudantes de medicina da UFC, que agora têm uma motivação bem maior. Preocupados com a situação, os estudantes realizaram uma assembléia para discutir alternativas de combate à insegurança.
Uma carta, que vai ser entregue ao reitor da UFC, trata de dois pontos fundamentais para a segurança. O primeiro, um maior efetivo de segurança. De acordo com os alunos no campus do Porangabuçu, em Fortaleza, só existem 14 terceirizados. A outra reivindicação é iluminação adequada, já que muitas aulas acontecem à noite. Uma pesquisa realizada pelos alunos do Centro Acadêmico de medicina constatou uma média de três assaltos por semana só dentro do campus.
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Scroll To Top