07/01/2009

REFORMA ADMINISTRATIVA DEIXA ALIADOS DO PREFEITO NO SUFOCO


Para o segundo mandato, Roberto Pessoa anunciou redução do número de secretarias e cobrou mais atenção por parte do Governo do Estado, alegando que, com exceção do Ronda do Quarteirão, pouco foi feito por Cid Gomes (PSB) no Município. “Espero que ele olhe para Maracanaú, porque até agora não olhou”, afirmou. Já em relação ao Governo Federal, o prefeito diz só ter motivos para agradecer. Um total de R$ 30 milhões de recursos da União já estão garantidos para a cidade em 2009, conforme explicou Roberto Pessoa. “Nunca vi um presidente ser tão bom para um prefeito como o Lula é”, elogiou.

Atento aos possíveis efeitos que a crise financeira internacional possa causar a Maracanaú, Pessoa também anunciou medidas de contenção de gastos, principalmente em relação à máquina pública. Para “enxugar as gorduras” do Executivo, o prefeito disse que irá diminuir de 13 para 10 o número de secretarias de seu governo. Ele descartou a possibilidade de reduzir investimentos – a menos que a arrecadação do município sofra quedas.
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Scroll To Top